Logo

Logo

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Kings of Air and Steam

O mundo é um lugar vasto. Nem sempre as pessoas estão próximas daquilo que precisam. É ai que entramos, rapaz. Seja rápido e esperto, que você se dará bem. Estude os ventos, saiba como usá-los. Compreenda a paisagem, saiba qual o melhor caminho. E nunca, mas nunca fique perto de uma Caveira. Agora vamos, que esses caixotes não se entregam sozinhos. Kings of Air and Steam Tá na Mesa!



Kings of Air and Steam (ou KAS, para facilitar) é um jogo criado em 2013 por Scott Almes, de dois a sete jogadores, com duração média de 90 min. Nele os jogadores são pilotos de zepelins que devem entregar vários produtos em um cenário steampunpk.

- Steampunk? Mas que droga é isso? Por que não fazem jogos mais simples como antigamente e param de inventar essas coisas nada a ver.



What's up, Doc? Steampunk é um estilo literário riquíssimo e já há muitos jogos com o tema (Dica do Sr. Slovic: Steampunk Rally e Scyhter são ótimos exemplos). KAS é um jogo muito bonito visualmente, fácil de aprender, mas extremamente difícil de pegar. A partida se desenvolve em cinco rodadas, cada um dividido em quatro turnos. Cada jogador deve escolher uma facção, que possui habilidades diferentes. Os jogadores devem pegar mercadorias nas fábricas, levar até um de seus armazéns e entregá-los nas cidades onde houver demanda. Simples, certo? Mas o problema é que o caminho entre a fábrica e os armazéns deve ser feito pelo ar, com os Zepelins. E depois por trem, até a cidade. Cada jogador começa com um armazém.

A movimentação dos zepelins usa uma interessante mecânica de programação de ações. Todos no início da rodada já devem escolher os movimentos que as naves irão fazer nos próximos quatro turnos. E essa escolha não pode ser alterada. A quantidade de movimento é determinada pelo número que está nas cartas escolhidas e não se pode andar menos do que determinado por ela. Além disso, como zepelins são grandes e desajeitados, a movimentação é extremamente limitada, não sendo possível fazer curvas fechadas, nem passar por dentro das cidades. O planejamento deve ser bem cuidadoso, por uma casa a mais ou a menos pode fazer que você não pegue ou não entregue os produtos.



- Cara, isso parece aula de matemática. Tô fora!

Esse jogo não é para fracos. Volte para seu dominó da multiplicação. KAS pode parecer complicado e assustar, mas não é esse bicho de sete cabeças. Sempre depois de um movimento, o jogador deve realizar uma ação: Melhorar sua nave, Melhorar seu trem, Construir um armazém, Fazer uma entrega por trem ou Pegar dinheiro no banco. Os produtos só podem chegam às cidades pela linha ferroviária. No inicio da partida, todos têm nível um na ferrovia, o que significa que só podem se movimentar por uma cidade adjacente ao deposito. A melhoria do trem aumenta a distância que pode ser percorrida, mas o trilho a ser usado deve ter armazém, e se for de outro jogador é necessário pagar uma taxa. As melhorias na Nave aumenta a quantidade de produtos que pode ser transportada e o tipo de carta de movimento que pode ser usada. As cartas mais poderosas tem um símbolo de diamante e no inicio nenhuma pode ser usada.



No início da rodada determina-se quais dos produtos serão produzidos em maior escala e o preços de venda, que são determinados pela demanda. Sempre que a demanda de uma cidade é totalmente atendida, entra uma nova, que pode ser diferente, mas somente uma vez na partida. Depois, a cidade fica fechada. No final das cinco rodadas, conta-se o dinheiro, armazém e melhorias, e vence quem tiver mais Pontos de Vitória (Nota da Sra. Slovic: Normalmente quem investiu mais em sua infraestrutura).


No geral, Kings of Air and Steam é um ótimo jogo. Foi uma grata surpresa conhecê-lo. Mais que só um jogo de pegar e entrega, é uma aula de economia e logística. Como falamos, o planejamento de movimentação deve ser bem calculado, mas mesmo a jogada perfeita pode dar em nada por causa de outro jogador, que pensou a mesma coisa, mas agiu antes. Os componentes são lindos. O tabuleiro modular e a grande quantidade de facções, trona a rejogabilidade alta. Cada facção tem dois líderes e cada líder tem uma habilidade diferente, que muda totalmente as regras e a dinâmica da partida. Agora, suba no a bordo, fuja dos piratas aéreos e vamos entregar alguns pães.


Nenhum comentário:

Postar um comentário