Logo

Logo

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Lords of Waterdeep

Salve gloriosos aventureiros. Preciso de sua ajuda para uma demanda. São necessários oito guerreiros e um clérigo para invadir sorrateiramente a Tumba do Silêncio Mortal. O que? Ah, espere. Não, me enganei. Na verdade preciso de dois ladinos e um mago para enfrentar o exército de Trog, o terrível. Ops, pergaminho errado. Na verdade preciso de três clérigos para se infiltrarem na Guilda da Corrupção Eterna. Não, esqueçam tudo. E enquanto coloco meus papéis em ordem aqui, aproveitem o hidromel e vejam que Lords Of Waterdeep Tá na Mesa!



Lords of Waterdeep (ou simplesmente LoW) é um incrível jogo criado em 2012 por Peter Lee e Rodney Thompson. De dois a cinco jogadores, com duração média de 60 min, lançado pela Wizards of the Coast (sim, a dona do D&D).

- Para tudo! D&D é um RPG, né? O primo do professor da irmã do meu amigo da internet disse que RPG é do mau!

Sim, é simplesmente o primeiro RPG. E continue a acreditar em baboseiras da internet, jovem neófito inexperiente. LoW é um jogo de Alocação de Trabalhadores, onde os jogadores são poderosos e influentes moradores da cidade de Waterdeep (Nota do Sr. Slovic: Para quem não conhece Waterdeep é a mais famosa cidade do mais famoso cenário do mais famoso RPG do mundo: Dungeons & Dragons) que busca aventureiros para resolverem os problemas da cidade e do mundo.

Os jogadores começam com Cartas de Aventuras em mãos. Para cumprir as missões é necessário recrutar aventureiros, conforme especificado nas cartas. Em seu turno o jogador deve mandar um de seus tenentes a um dos locais do tabuleiro central recrutar. Há quatro tipos de aventureiros: Guerreiros, Magos, Ladinos e Clérigos. Cada localidade fornece um tipo e quantidade diferente de aventureiros.

- Magos, Clérigos, Aventuras? Só falta dizer que tem que interpretar. Jogo besta.

Calma, Old School Nutella. Apesar de ser inspirado em RPG, LoW não tem nada de RPG, mas os fãs de Forgotten Realms (Nota da Sra. Slovic: Uma das mais famosas ambientações do D&D) irão reconhecer várias referências nas missões.



Além de recrutar, também há a possibilidade de construir novos prédios ou conseguir mais missões ou ainda usar Cartas de Intrigas, que podem tanto dar algum bônus para ou jogador ou prejudicar os adversários. Quando se constrói um prédio, sempre que outro jogador usá-lo, o dono ganha um bônus. O jogo tem sete rodadas e vence quem conseguir mais Pontos de Vitória.


No geral, LoW é um bom jogo. Se você não é um RPGista e não gosta de RPG, ainda assim jogar LoW pode ser divertido. É só ignorar a ambientação por trás do jogo (Nota do Sr. Slovic: Quem não influencia em nada na jogabilidade, mas faz a experiência ser bem diferente). Os elementos de RPG só dão um gosto adicional, um sabor nostálgico para alguns, mas que podem ser totalmente ignorados.  E em vez de recrutar aventureiros, você coleciona cubos. Agora, se você é um RPGista inveterado, uma partida é mais que a obrigação e ter não ter na coleção é uma grave desvantagem. Agora, valorosos companheiros, quem nos acompanha em uma insana batalha contra os Rìghrean Clàr Geamannan.


Nenhum comentário:

Postar um comentário