Logo

Logo

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Blueprint

Peguem seus esquadros e o lápis número 2. Preparem as pranchetas. Dê uma busca em ideias inovadora em busca de inspiração e preparem-se, pois Blueprints Tá na Mesa!





Blueprintis é um jogo lançado em 2013 pela Z-Man Games. Criação de Yves Tourigny, o jogo é bem simpático e fácil de aprender. Os jogadores são arquitetos que devem projetar prédios com a ajuda de um uma planta baixa (Nota da Sra. Slovic: Planta baixa é a representação gráfica de uma construção onde cada ambiente é visto de cima, sem o telhado. Na língua da Rainha Victória: Blueprint) e de materiais como vidro e pedra, representado por dados de seis faces de várias cores. Os dados são jogados na mesa (depende do número dos jogadores) e em sua vez, cada um pega um dado e coloca em sua planta baixa, montando o prédio.

- Um jogo de montar! Que emocionante. Vamos brincar de lego, também?

Må ikke være latterligt! Blueprints não é um simples joguinho de montar. Apesar de todos os prédios serem construídos usando seis dados, não é só empilhar um em cima do outro. O valor da face superior do dado influencia na estratégia, já que não é possível colocar um dado de valor menor em cima de outro maior.  E não é uma única pilha. Normalmente há três ou quatro, com máximo de andares diferentes. Deve se pensar bem em que material usar. A Planta Baixa não especifica o tipo de material a ser usado, mas a pontuação final depende. Cada tipo (madeira, pedra, vidro e reciclados) dão uma pontuação diferente. Por exemplo, a Pedra vale mais quando é colocada em andares mais altos. O Vidro depende do valor do dado. A Madeira, de quantos dados estão adjacentes. E o Reciclado, pela quantidade usada.



As plantas são escondidas atrás de um escudo (Nota do Sr. Slovic: Narradores e Mestres de RPG sabem bem do que estou falando), então usa-se muito a memória para lembra os materiais usados pelos adversários, pois além de pegar os dados certos para você pontuar, é tão importante não deixar os outros fazerem combos (Seis Reciclados, por exemplo rendem 30 pontos!). O jogo é dividido em três rodadas, onde em cada se constrói uma estrutura diferente. No início do jogo cada jogador pega uma Planta Baixa. Sorteia-se dois materiais diferentes, para questão de desempate. Depois de sete a novo dados são colocados na mesa e, por vez, cada jogadro pega um para usá-lo e depois tira outro do saco e põe na mesa. Assim, depois que cada um pegar seis dados, revelam-se os prédio e pontua-se. Quem conseguir maior pontuação, ganha uma recompensa Ouro (os outros ganham Prata, Bronze ou nada). Há também recompensas de estilo, como usar todos so dados com o mesmo valor, ou só um tipo de material. As recompensas dão Pontos de Vitória (PV). Após ganhar as recompensas da última construção, vence quem tiver mais PV. Simples, não?


- Credo, que jogo mais ridículo. É tão básico...

Calma lá, seu apedeuta. O jogo é simples, mas não é simplório. Como já dissemos, é fácil de aprender e, mesmo tendo muitos, mas muitos dados, não é um jogo onde o fator sorte é preponderante. Ao contrário, Blueprints é um jogo inteligente, com regras descomplicadas e mecânica bem encaixada. Rápido de jogar (não dura mais que 30 min), com componentes de altíssima qualidade é muito bonito.




No geral, Blueprints é um jogo um ótimo jogo abstrato. Simples e rápido. Vale a pena conhecer.

Tá an mesa! no Facebook: https://www.facebook.com/ta.na.mesa.jogos

Um comentário: