Logo

Logo

domingo, 23 de julho de 2017

Ticket to Ride

A plataforma está cheia, mas isso não importa. Para pessoas como você, não existem filas, somente portas abertas. Desde que decidiu desafiar seus amigos, em uma noite fria regada a vinho francês barato (somente $1000 a garrafa, que audácia de Osmar oferecer aquela lavagem), viajar o máximo possível pelo país, conheceu coisas interessantes, pessoas fascinantes e as coisas tão exóticas que você nunca poderia imaginar. Agora faltando apenas meros 150 km para vencer, talvez um novo desafio deva ser feito, agora na Europa. E apressado, você entre no seu vagão, esperançoso, pois Ticket to Ride Tá na Mesa!   



Ticket to Ride é um jogo lançado em 2004 por Alan R. Moor. De dois a cinco jogadores, com duração média de 40 minutos, onde os jogadores participam de uma corrida maluca pelos EUA a bordo de trens, onde o vencedor será aquele que fizer a viagem mais longa.

- Corrida de trem nos EUA? Não posso jogar. Não tenho visto.



Não, meu caro projeto de cuharacha. Assim como você não é um Chef em A La Carte, nem tem que plantar pimentas em Scoville, em Ticket to Ride (T2R) você não viaja de trem (Nota da Sra. Slovic: A não ser que você jogue durante um passeio ferroviário).  As regras são simples o suficiente para escrever em um bilhete de trem. A cada turno você pode ou comprar cartas ou baixar cartas e conquistar uma rota ou comprar objetivos. E só! O jogo é tão dinâmico que, depois de fazer sua ação, você nem percebe que sua vez novamente.

O tabuleiro do jogo original é um mapa dos EUA (e sul do Canadá), mas já há mapas da Europa, Alemanha, Índia, Escandinávia... São vários e cada mapa é um jogo diferente, não uma expansão. (Nota do Sr. Slovic: Dada a política atual de sucateamento de nossas ferrovias, sabe quando teremos um mapa para o Brasil?).

As cartas têm diversas cores, pois as rotas têm cores diferentes. Por exemplo, de Atlanta para Miami são necessárias cinco azuis. E quando você consegue baixa-las para pegar a rota, coloca pequenos vagões de sua cor, indicando que você fez essa rota, ganhando Pontos de Vitória por isso. As miniaturas são muito bonitas e bem feitas. E as cartas de objetivo são rotas, cidades que você deve ligar sem interrupções, não importando a volta que tenha que dar:



-Credo, que absurdo!

Sim, minha cara Maria Fumaça, às vezes acontecem situações como essa. E cuidado, sempre que você cumprir um desses objetivos, ganha Pontos de Vitória (PV), mas as não cumpridas no fim do jogo viram penalidades!



No geral, T2R é um clássco. Um jogo leve e um bom introdutório para mostrar para aqueles seus amigos não que há vida além do Banco Imobiliário e War. A edição do Décimo Aniversário é uma obra de arte. Agora, peguem suas passagens, corram para a plataforma nove 3/4 e preparem-se para uma emocionante viagem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário