Logo

Logo

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Kanban

O transito não anda de jeito nenhum. Se não começar a andar, vou chegar atrasado. E logo no meu primeiro dia na fábrica. E me disseram que minha chefe é osso duro de roer. Mas sei que estou preparado. Estudei tudo sobre a planta, sobre o programa de trainee. Meu sonho de faculdade se realizando e... Droga, por que não acordei mais cedo? Por que fiquei jogando até às duas da manhã em vez de dormir? Mas tinham que falar justo na véspera do dia mais importante da minha vida, até agora, que Kanban Tá na Mesa!



Kanban, lançado em 2014 pela Stronghold Games, é mais um grande jogo do design português Vital Lacerda, autor de Vinhos e The Gallerist. Para dois a quatro jogadores, que assumem o papel de trainees em uma indústria automotiva, tem a duração de duas horas. Misturando Alocação de Trabalhadores com uma pitada de Controle de Área, Kanban: Automotive Revolution é um jogo complexo, mas muito bom. 

- Credo que nome comprido. Deve ser muito difícil de jogar. Nem consigo falar esse nome!



Sim, caro aprendiz do estagiário, esse é o nome completo do jogo, mas para facilitar a vida de todos, principalmente a nossa, vamos chamar só de Kanban (Nota do Sr. Slovic: Kanban é uma ferramenta de Controle da Produção usada em indústrias. Engenharia de Produção também é cultura). O tabuleiro simula uma fábrica de automóveis, dividida em cinco grandes departamentos principais: Testes e Inovação, Logística e Almoxarifado, Design, Linha de Produção e Administrativo; e dois de auxiliares: Recursos Humanos e Reciclagem. Cada turno representa um dia do Programa de Trainee. O jogador decide em qual setor principal vai trabalhar no dia, nunca podendo repetir. Cada departamento tem várias ações possíveis, cada uma custando uma Jornada de Trabalho. Esse é um ponto bem interessante no Kanban. Ao decidir o departamento, o jogador coloca seu meeple em uma da duas áreas disponíveis, que indicam quantas hora de Jornada ele tem naquele dia (sempre duas ou três, exceto no Administrativo, que é uma ou duas). É possível usar seu Banco de Horas para realizar mais ações, mas nunca ultrapassando quatro Jornadas (Nota da Sra. Slovic: É política da empresa. Ela gosta de zelar por seus funcionários). Há várias maneiras de conseguir hora extra, mas não gaste tudo.

Nos setores, também e possível usar seu tempo em estudos para conseguir Certificados de Excelência e, depois, se tornar um perito da área. Há a opção de usar Manuais de Trabalho para andar na trilha de Certificação sem gastar suas Jornadas. É como se fosse Dever de Casa. Você estuda fora da empresa, no seu tempo livre. (Nota do Sr. Slovic: E quem disse que a vida de Trainee é moleza?). Certificados rendem desbloqueios no tabuleiro principal e no individual, enquanto se tronar um Perito dá vantagens no jogo e a tão querida Cadeira Vermelha.
 
- Cadeira Vermelha em uma fábrica? Deve ser coisa de Sindicato. Jogo Comuna!

Acalme-se! Não seja tão reacionário e caretão. Não há nada de comunista nesse jogo, na verdade ele se preza pela Livre Iniciativa. O token de Cadeira Vermelha permite o jogador a participar mais ativamente das Reuniões, onde cada Trainee é avaliado nas Metas da Empresa (Nota da Sra. Slovic: Traduzindo, ganha Pontos de Vitória, ou como são chamados aqui Pontos de Prestígio, ou PP). Há outras maneiras de se pontuar no jogo, mas durante as Reuniões é onde se separam Estagiários de Recém Contratados. Nesta fase do jogo, há quatro cartas Metas sobre a mesa e cada jogador deve apresentar mais uma (Começa-se o jogo com três dela). Cada Cadeira Vermelha conquistada é trocada por uma Cadeira de Jogador, que são usados para pontuar nas Metas. Ou seja, caso você tenha três Cadeiras de sua cor na sala da Administração, vai poder pontuar em três metas. Como cinco é o número máximo de Cadeiras que se pode ter na Reunião e, no mínimo são apresentadas seis metas (em um jogo de dois jogadores), é impossível pontuar em todas elas, então a escolha deve ser feita sabiamente.

Há uma figura muito importante em Kanban: a Diretora Sandra. Ela é a supervisora do Programa de Treinee e fica andando pela fábrica avaliando o desemprenho dos jogadores em cada setor. Seu modo de avaliação é que determina a dificuldade do jogo: em um jogo Fácil, Sandra avalia o melhor na trilha de certificação do departamento e, sendo aprovado, ganha PP baseado no saldo do Banco de Horas. Já no modo Difícil, a avaliação é feita no pior de cada certificado e, se reprovado, perde-se PP igual ao nível do Banco de Horas, se esse for igual ao menor que cinco. E há avaliações toda rodada. Assim como os jogadores escolhem um departamento na rodada, Sandra também se movimenta, um departamento por dia. Quando ela chega ao Administrativo, significa que a semana acaba, o que pode significar o fim do jogo. Sempre que ocorrerem mais de duas reuniões e se passarem pelo menos duas semanas, o jogo está preste a terminar.

- Não entendi bulhufas. O que tenho que fazer? Estou perdido.

Relaxa, rascunho descartado de Dilbert. Realmente não há um único caminho a se seguir. Por isso o jogo é tão complexo. Em cada departamento há uma tarefa principal e outras secundárias. Além das Metas das Reuniões, que podem te dar um caminho a seguir, há as metas da fábrica, nos Departamentos de Produção, Recursos Humanos e Inovação, que podem te nortear. E o Objetivo da Diretoria, que é só pontuado no fim do jogo. E ao fim de cada semana, cada carro em seu tabuleiro individual pode valar pontos. Como dissemos, há muitos caminhos para se chegar à vitória.




No geral, Kanban é um ótimo jogo. Arriscamos disser que é o melhor do Lacerda até agora. Desafiador e complexo. Quase uma aula de PCP (Nota do Eng. Slovic: Planejamento e Controle da Produção para leigos. O que? Claro que entendo disso. Sou um Engenheiro de Produção, também). O uso otimizado do Banco de Horas, a dificuldade de realizar as tarefas dos setores, sem deixar de lado a Trilha de Certificação, gerenciar o que e onde fazer, tudo isso é um transforma a partida em um quebra-cabeça intricado. O jogo pode assustar no inicio, mas o primeiro de um recém-formado em um grande indústria também é. Somente os bons conseguem sobreviver ao Programa. Afinal, você quer o cargo do Dilbert ou da Sandra? 


4 comentários:

  1. Parece bem bacana. Nunca joguei nenhum jogo do Vital. Mais um para entrar na lista junto com CO2 e The Gallerist. XD

    ResponderExcluir
  2. Aline, não esqueça do Vinho e do futuro Lisbon, que já está em Playtest.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo review. Passou a ideia do jogo sem a complexidade inerente das regras. Sou fã do Vital Lacerda. Falta apenas o Vinhos para completar minha coleção. Apesar de ter o kambam a quase um ano ainda não consegui montar um grupo para joga-lo. Mas sigo tentando he he he

    ResponderExcluir
  4. Ótimo review. Passou a ideia do jogo sem a complexidade inerente das regras. Sou fã do Vital Lacerda. Falta apenas o Vinhos para completar minha coleção. Apesar de ter o kambam a quase um ano ainda não consegui montar um grupo para joga-lo. Mas sigo tentando he he he

    ResponderExcluir